Nossa história

Nos anos 50, devido a dificuldades na obtenção de informações fiscais e trabalhistas, surgiu um boletim de informações fiscais, elaborado pelo jornalista e contabilista Felisberto Cláudio para distribuição gratuita aos clientes do seu escritório contábil. O interesse de outros contribuintes em receber o boletim motivou a ampliação da sua distribuição. Algum tempo depois, batizado como Mensário Fiscal, a publicação evolui para uma revista técnica, mais completa e com publicação mensal, cuja primeira edição circulou em 16 de junho de 1957.

Na época, o Diário Oficial da União demorava vários dias para chegar aos diversos estados de nosso país e muitos contribuintes só tomavam conhecimento de um novo compromisso fiscal ao serem visitados pela fiscalização, acabando autuados pela falta de cumprimento de alguma nova exigência. O receio de multa era tanto que, para evitar a visita dos fiscais, os comerciantes fechavam as portas de seus estabelecimentos ao saberem que a fiscalização estava na sua rua.

Desde sua fundação até os tempos atuais, a revista Mensário Fiscal enfrentou vários desafios, desde a perda de seus sócios – F. Cláudio (em set/77), e seu filho Antônio, que assumira o lugar do pai na direção da revista (em mai/87) – pacotes econômicos, dificuldades financeiras, elevação de preços (especialmente do papel, que era importado) e dos impostos, que chegaram a ameaçar a sua sobrevivência. Contudo, a empresa superou as adversidades e, ao relembrar nossa história, podemos vislumbrar um belo futuro, com uma empresa ainda mais moderna e atualizada, sempre preocupada em manter seus clientes bem informados.

Hoje cinquentenário e vitorioso em sua trajetória, possui uma carteira de clientes composta de importantes empresas nacionais, muitas assinantes desde os primeiros anos de sua publicação.

No início dos anos 50 a dificuldade para cumprir as leis era ter informação, hoje é saber qual sua pertinência.

 

 

O Mensário no início da década de 70



Nossa sede atual

No mesmo endereço desde 1957!